Experiência inesquecível – Acampamento de luxo no deserto do Saara, Marrocos!

By 15 de Abril de 2018Tópicos recentes

O deserto do Saara é um lugar que você realmente não pode perder quando você estiver visitando o Marrocos. Foram 11 horas de carro de Fes até Merzouga e eu não podia conter a ansiedade que estava pra chegar no maior e mais famoso deserto de areia do mundo. Começamos nossa road trip pelo Marrocos por Fes, onde dormimos 2 noites e no terceiro dia pegamos nosso carro alugado e partimos em direção ao deserto. O tempo viagem de Fes a Merzouga são aproximadamente 7-8 horas de carro, mas gastamos 11 horas (impossível não resistir as paisagens maravilhosas pelo caminho) paramos várias vezes pra tirar fotos.

Um dos lugares que paramos foi no Vallee de Ziz (Vale Ziz) um oásis ao longo do rio Ziz. Foi surreal ver um oásis assim de pertinho. Havia apenas colinas áridas atrás de mim, mas na minha frente havia um vale cheio de grama verdejante, árvores e coqueiros ao longo das margens do vale até onde a vista alcançava. Paramos também numa floresta cheia de macacos, impossível de não vê-los, eles ficam na margem da estrada e vocês verão placas com sinais para terem cuidado com eles na estrada. Eles estão soltos e também parecem estar acostumados com os turistas. São muito mansinhos!

Continuamos viagem pelas Montanhas Atlas, passando por vários vilarejos, kasbahs, até que  finalmente chegamos em Merzouga, a cidade mais perto de Erg Chebbi, as dunas de areias douradas do Saara.

Encontramos com nossos anfitriões que já estavam a nossa espera para nos levar para nosso acampamento no meio deserto numa 4×4, e depois de uns 10 minutos nós já estávamos descendo às dunas de areia do Deserto do Saara. Eu não podia acreditar, elas estavam diante de mim, belas, douradas e gigantes como eu imaginava. Eu quase me belisquei para verificar se estava realmente acordada.

 

Chegamos no alto das dunas e pude ver o nosso acampamento que parecia ser um oásis no meio do deserto, composto por tendas de lona branca, belos tapetes berberes super coloridos, almofadas e lanternas espalhadas pelo acampamento. Com apenas 7 tendas, 6 quartos e outra onde era servida as refeições, eu sabia que ia ser uma experiência íntima.

Chegamos bem de tardinha e fomos recebidos com uma chá de menta numa mesa posta no alto das dunas. Depois de tirar centenas de fotos e brincar como crianças na areia fomos servidos o jantar.

  

Para o jantar tivemos tajine de frango, um dos meus pratos preferidos no Marrocos.

As refeições estão inclusas no pacote. Depois do jantar nos juntamos ao redor da fogueira com outros hóspedes para ouvir e tocar música com instrumentos berbere, fomos convidados a tocar alguma coisa, e, até que tentamos tocar alguma música brasileira, mas descobri que não somos muito bons com música não, rsrs.

   

Tivemos uma noite super agradável  sob a luz das estrelas e da lua que estava toda radiante. Bastava olhar para o céu para vê-la em toda a sua intensidade!

No nosso segundo dia no deserto fizemos um passeio bem legal, visitamos algumas famílias berberes que vive como nômades no deserto. Foi uma experiência incrível. Quando chegamos na tenda da família berbere fomos servidos um chá com biscoitos, tudo muito simples, mas com muito carinho e alegria. A maioria dessas famílias vivem com dinheiro dado pelos turistas. Tentamos nos comunicar com os moradores, mas infelizmente eles só falam árabe ou berber e não podemos nos comunicar muito bem, mas pude perceber pelo olhar e o sorriso vergonhoso, que mesmo vivendo naquela situação (simples), só com básico do básico, ficam super felizes por receberem visitas, no caso nós turistas. As roupas e brinquedos das crianças chegam até eles por doações de voluntários e turistas! Pra ter uma experiência mais próxima com as crianças recomendo levar brinquedos, bolachas ou chocolates, eles vão ficar muito felizes, afinal quem não gosta de ganhar presentes, ainda mais crianças que estão no meio do deserto longe de tudo.

  

Saí de lá com a alma enriquecida de saber que existem pessoas felizes vivendo com tão pouco. Uma grande lição de vida.

Voltando em direção à Merzouga fizemos uma parada no povoado “Khamlia”, também chamado de Aldeia dos Negros,  conhecemos os famosos músicos do deserto “Les Pigeons du Sable” (Pombos do deserto) tocando música Gnawa com seus instrumentos típicos.

 

Voltamos pra Merzouga para almoçar e mais tarde voltamos para o deserto, só que dessa vez de camelo. O passeio de camelo demora cerca de 40 minutos até aos pés das dunas para o ver o pôr do sol. Os camelos marroquinos são na verdade dromedários, vamos dizer primos dos camelos, porque eles só têm uma única corcunda. Certifique-se de segurar firme quando subir e descer do dromedário! Quando o dromedário se levantou achei que ia dar de cara no chão, para levantarse, o camelo endireita as pernas traseiras e depois toma impulso nas pernas dianteiras, o que significa que você tem que inclinar pra trás pra não cair pra frente. Quando ele anda, você faz sim aquele movimento frente/trás/frente/trás como nos filmes de deserto.

   

Enfim, depois de muitos remelexo chegamos no nosso destino, não via a hora de descer, os primeiros 10 minutos é legal, porque  estamos todos radiantes tirando fotos, mas depois aquele vai e vem em cima do camelo fica enjoativo. Quando desci minhas pernas estavam duras rsrs, me despedi do meu amigo Dromedário e lá fomos nós escalar as dunas de areia para assistir o pôr do sol. Foi fantástico, impossível descrever em palavras, eu estava realizando um sonho e muito, muito grata e feliz pela experiência maravilhosa que estava tendo nesses dias no maior deserto de areia do mundo.

Voltamos ao acampamento para nossa tenda pra tomar um banho quentinho, sim, tínhamos ducha e água quente, mesmo no deserto a temperatura esfria bastante a noite. Minha dica, leve um casaco!

Como eram as tendas do nosso acampamento?

O interior das tendas é bastante espaçoso, mantendo-se acolhedor com uma cama super confortável. Todas as tendas têm banheiros funcionando, com chuveiros e água quente. Eles têm opções de quarto duplo e triplo. Eu honestamente não podia acreditar como tudo estava limpo considerando toda a areia, mas não parecia ser um problema dentro da tenda. Posso dizer que foi uma experiência super luxuosa de campismo.

     

Tivemos mais uma noite super agradável no deserto com a Luxury Maktoub, o jantar estava delicioso, dessa vez quem cozinhou foi Alberto o dono acampamento, ele teve presente o tempo todo, fazendo de tudo pra gente se sentir em casa. Toda a equipe foi muito acolhedora, além da experiência única, também ganhamos grandes amigos!

  

Depois do jantar subi nas dunas em volta da tenda, e fiquei ali olhando pra lua que estava enorme e brilhante, não tinha muitas estrelas naquela noite, só conseguia sentir uma paz maravilhosa estando ali, se pudesse descrever meu sentimento desse momento em uma palavra, eu diria Gratidão!

No dia seguinte acordamos bem cedo para ver o nascer do sol do alto das dunas. É interessante observar a mudança da paisagem, os diferentes desenhos provocados pelo vento e também sentir a variação de temperatura, e a variação, de fato, é grande, de manhã e à noite é bem frio, precisamos usar uma blusa mais quentinha (isso em março), já durante o dia estava bem quente. Quando retornamos ao acampamento tinha um buffet de café da manhã nos esperando com omelete, pães, iogurte, frutas, suco fresco e doces marroquinos variados.

 

Retornamos para Merzouga de jipe e de lá seguimos viagem para Ouarzazate.

Sukran (Obrigada) Luxury Maktoub por esses 2 dias inesquecíveis que tivemos aí!

 

Eu estarei postando um itinerário completo de Marrocos com mais detalhes de logística, mas a melhor maneira de chegar ao deserto é a partir de Fes ou Marrakech dirigindo um carro alugado ou por transferência privada. A Luxury Maktoub oferece passeios de vários dias e também pode providenciar translado a partir de Fes ou Marrakech.

assista o vídeo completo da nossa experiência no deserto do Saara!

 

Localização

Dunas de Erg Chebbi,
Merzouga desierto del Sahara
Marrocos

CONTATO

+212 611 302283
+ 34 6280 87883
contacto@luxurymaktoub.com

www.luxurymaktoub.com

 

Mirelle Tome

Author Mirelle Tome

More posts by Mirelle Tome

Join the discussion 3 Comments

  • Essa é a parte boa do turismo! Merzouga fica um pouco distante do real Saara. Passei um ano no Deserto do Saara mais especificamente no Saara Ocidental mesmo e por lá só há beleza no litoral que é a parte dominada por Marrocos.

    Não sei se você conhece a história mas o Saara Ocidental é um país reconhecido pela ONU que está em conflito há 27 anos. Era chamado de Spanish Sahara mas desde que a Espanha “descolonizou” o Saara, Marrocos domina a melhor parte do território. A Mauritânia também pegou uma fatia do território, tudo dado pela Espanha mas quando percebeu que só tinha conflito em sua área e nada de bom, desistiu e devolveu para os Polisários. Em contra partida a Argélia dá apoio ao povo Saharawi com seu campo de refugiado em Tindouf.

    Enfim, há muita história por esse mundão todos!

    • Mirelle Tome disse:

      Super interessante o seu relato, viver no deserto deve ser uma experiencia incrível, só de passar 2 noites la já fiquei apaixonada. Ainda quero visitar lugares mais remotos e saber mais sobre a historia local. Obrigada mais uma vez pela visita e pelo seu comentário.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: