São montanhas, lagos, cachoeiras, Alpes nevados, chalés na montanha, vilas pitorescas, grandes centros urbanos, estações de esqui durante o ano todo, vilas charmosas aos pés das montanhas, trilhas, queijos e claro, os chocolates; são infinidades de coisas pra ver e fazer nesse país que é tão pequeno geograficamente, mas com uma grande diversidade em culturas e belezas!

 

A Suíça é um país pra ser visitado em qualquer estação do ano, em qualquer uma delas você terá bastante coisas pra fazer. Todas as estações do ano são mágicas por lá. Mas a primavera é especial. Ver as transformações das cores, da paisagem… é algo incrível! A vantagem de ir na primavera é que você pode ter as quatro estações juntas, talvez num só dia, kkkk.  Chegamos a pegar num dia lindo e ensolarado, neve, chuva e frio tudo junto!

A Suíça faz fronteira com França, Alemanha e Itália e isso influencia na cultura e língua dos suíços, herança que fica evidente nos costumes e na gastronomia. Sim, existem quatro línguas principais ( Francês, Italiano, Alemão e o Romanche) O romanche é falado por menos de 1% da totalidade dos suíços. O inglês, embora não seja língua oficial, é usado para a comunicação entre as partes linguísticas diferentes do país. Eu usei o inglês muito bem em qualquer parte do país.

 

A capital do país é Berna (e não Zurique, como você pensou) 🙂 tudo bem, também me enganei!

A Suíça também é conhecida como um dos países mais caros do mundo, é queridos viajantes não quero te desanimar não, tudo lá é caro, mas por outro lado a Suíça tem uma excelente infraestrutura turística, com uma série de vantagens que permitem baratear os custos se a viagem for planejada com antecedência. Há muito para se ver, dos Alpes à arquitetura de Zurique, mas a realidade é que, todos os lugares têm opções caras e baratas. Os preços de um hotel de luxo em um país barato podem se assemelhar ao de um albergue barato em um país caro, e vice-versa.
Independente dos custos da viagem, a Suíça é um país para se viajar pelo menos uma vez na vida!

Mas não se preocupe, mesmo sendo um lugar caro, pra não dizer caríssimo, você está no lugar certo, já que o meu objetivo é ajudar vocês viajarem muito gastando pouco, não é mesmo!!!!??

Quando comecei a planejar nossa viagem para a Suíça, foi muito difícil escolher os lugares pra incluir nesse Roteiro, primeiro porque a Suíça é toda linda e um mês por lá já não seria o suficiente, imagina 6 dias?

Para começar o transporte é uma das coisas mais caras na Suíça, fiz uma pesquisa antes de ir e mesmo com o Suiss Pass ficava bem mais caro para 2 pessoas do que o aluguel do carro.

Swiss Pass por pessoa =259 CHF (o câmbio na época estava igual ao Euro)

Aluguel do carro = 206£

0 que é o Swiss Pass?

O Swiss Travel Pass é um bilhete que permite aos viajantes conhecer a Suíça de ponta a ponta de trem, ônibus e barco – e em 3, 4, 8 ou 15 dias consecutivos.

O bilhete inclui:

  • Sistema de transporte público grátis nas principais cidades suíças.
  • Tarifas especiais Passholder (titulares de passe) no TGV Lyria
  • Tarifas especiais Passholder (titulares de passe) no CityNightLine (na rota de/para a Suíça).
  • Entrada grátis pra mais de 490 museus e exposições na Suíça.
  • 50% de desconto com o Swiss Travel Pass nos teleféricos e trens de montanha. Se você possui o Swiss Travel Pass Flex, é exigido o uso de um dia de viagem para se beneficiar com o desconto.

Preços:

1 classe 3 dias 4 dias 8 dias 15 dias
Adultos CHF 344.00 CHF 412.00 CHF 596.00 CHF 722.00
Jovens 16 – 26 CHF 293.00 CHF 351.00 CHF 509.00 CHF 617.00
Crianças 6 – 16 CHF 172.00 CHF 206.00 CHF 298.00 CHF 361.00
2 classe 3 dias 4 dias 8 dias 15 dias
Adultos CHF 216.00 CHF 259.00 CHF 376.00 CHF 458.00
Jovens 16 – 26 CHF 185.00 CHF 221.00 CHF 322.00 CHF 393.00
Crianças 6 – 16 CHF 108.00 CHF 129.50 CHF 188.00 CHF 229.00

 

 

Neste mapa tracei os lugares que visitamos!

 


Distâncias:

  • Genebra – Montreux    1:15h
  • Genebra – Annecy         45 min
  • Montreux – Annecy     1:40h
  • Annecy – Chamonix     1:15h
  • Chamonix – Blausee     2:30h
  • Blausee – Spiez             35 min
  • Visitar – Spiez, Thun e Oberhofen 25min de uma cidade pra outra.
  •  Interlaken – Lauterbrunnen e Grindelwald + ou – 20min de uma cidade pra outra.
  •  Montanha Jungfrau total de viagem de trem 4h ida e volta.
  • Interlaken – Brienz – Lungern   20min de uma cidade pra outra
  • Lungern – Lucerna       35 min
  • Lucerna – Stans (Montanha de Stanserhorn)  20min
  • Lucerna – Basel aeroporto 1:10h

Fizemos a ida Londres – Genebra e a volta Basel – Londres!

Chegamos em Genebra por volta das 11:00 pegamos o carro que já estava reservado pela Rental Cars e fomos direto para Montreux. O objetivo principal dessa viagem era as cidades menores, então cidades como Genebra, Berna e Zurique deixamos para uma próxima vez!

1 Dia – Montreux

Montreux

Chegamos em Montreux e já arranjamos logo um estacionamento pro carro, já que a atração principal da cidade é passear pela orla do lago até o castelo de Chillon, passamos a tarde toda por ali passeando e já quase escurecendo partimos rumo à Annecy onde tínhamos nosso hotel reservado.

Leia o post completo sobre Montreux aqui –

Montreux e o castelo de Chillon na Suiça

Reservamos o hotel pelo Booking.com

Nesse roteiro incluímos Annecy e Chamonix, duas cidades francesas super charmosas que fazem fronteira com a Suíça.

2 Dia – Annecy e Chamonix

 

Annecy

Em Annecy dormimos no Fasthotel Annecy, acordamos bem cedo e fomos turistar pela cidade, mais uma vez estacionamos o carro e fizemos tudo à pé, a cidade é conhecida com a Veneza Suíça, e se perder pelas ruelas da cidade é uma das maiores atrações por lá.

Leia o post completo sobre Annecy aqui –

Annecy – Dicas de um dia na linda cidade dos Alpes franceses!

 

Chamonix

Depois de almoçar um delicioso raclette partimos em direção à Chamonix!

Chegamos na pequena cidade que fica aos pés do Mont Blanc por volta das 15h, deixamos o carro no estacionamento e fomos caminhar pela cidade. E gente, a cidade toda parece cenário de filme, difícil descrever aqui!

Você pode ler o post sobre Chamonix aqui no link abaixo, o post está recheado de fotos lindas!

Chamonix uma cidade pitoresca aos pés do Mont Blanc – França

 

3 Dia – Blausee, Spiez, Thun e Oberhofen

Blausee

Bom tomamos nosso café da manhã no Hotel Les Dômes de Miage e seguimos viagem para Kandersteg.

Antes de ir pra Suíça tinha lido alguns posts falando que viajar de trem era melhor porque dava pra ver paisagens maravilhosas, até concordo, mas a  viagem de carro também não fica atrás não, passamos por lugares tão lindos, paisagens tão surreais, que eu que estava vendo não estava acreditando!

Oberhofen

Depois de mais ou menos 1:45h de viagem chegamos em Lötschberg onde teríamos que entrar com o carro dentro de um trem para atravessar um Tunnel até Kandersteg, e teve um custo de 29,00CHF, a viagem no trem demorou 35 min, o trem é todo aberto e não permitido sair do carro. Em Kandersteg à várias atrações legais pra fazer, mas a maioria abre em meados de maio. Continuamos em direção ao nosso destino ” O Lago Blausse”, chegamos lá por volta das 11h da manhã e ficamos por ali até umas 14:00 e depois seguimos para os castelos de  Spiez, Thun e Oberhofen, todos ficam na beira do lago Thun que fica à uma curta distância um do outro, uma tarde foi o suficiente para visitá-los e tirar fotos antes de escurecer. Em abril os dias já são mais longos,” o sol se põe por volta das 20:30″.

Leia o post completo sobre o Lago Blausee aqui –

Blausee o lago mais azul da Suíça!

Hospedamos no  Hotel Crea em Adelboden, o hotel tem uma vista muito bonita dos Alpes Suíços.

 

4 Dia – Interlaken, Lauterbrunnen, Grindelwald e Jungfrau

 

Depois de um café da manhã maravilhoso, seguimos para uma dos lugares mais esperados da viagem, ” o passeio de trem panorâmico pela montanha de Jungfrau.

Leia o post completo sobre esse passeio aqui –

Um passeio de trem panorâmico para Jungfraujoch – The Top of Europe!

Fizemos base do passeio pela charmosa cidade de Lauterbrunnen, onde pegamos o trem para a montanha, e terminamos o passeio em Grindelwald. O passeio teve duração de 6h, e terminamos nosso dia se maravilhando nas paisagens maravilhosas de Lauterbrunnen e suas 72 cachoeiras.

Lauterbrunnen

Leia o post completinho cheio fotos lindas aqui –

Lauterbrunnen um vale encantado de 72 cachoeiras na Suíça

Dormimos nos hostel Lake Lodge com a vista mais linda de Iseltwald.

5 Dia -Interlaken, Iseltwald, St Beatus Cave, Brienz, Lungern e Lucerna

Nesse dia fizemos bastante coisas, acordamos bem cedo, damos uma volta na vilazinha de Iseltwald, almoçamos em Interlaken, visitamos as cascatas de St Beatus, paramos na vila de Brienz para tirar algumas fotos, e seguimos para Lucerna, mas no caminho paramos em Lungern para algumas fotos!

Brienz

Chegamos em Lucerna por volta das 17:00, deixamos as coisas no hostel, e o carro no estacionamento e fomos caminhando até Kapellbrücke ( Chapel Bridge) o cartão postal da Cidade. Seguindo pela margem do rio do lado esquerdo está a igreja Jesuíta de Lucerna. A igreja tem uma bela arquitetura e estava fechada no horário que fomos.

St Beatus Cave

Falarei mais sobre esses lugares em outro post!

Hospedamos no Hostel Lion Lodge Luzern esse hostel fica à 8 min andando de Chapel Bridge e 2min do monumento do Leão esculpido na rocha.

6 Dia – Lucerna , Montanha de Stanserhorn e Basel

Nosso último dia de viagem :(! Fizemos o nosso check out bem cedinho e seguimos para Stans, a cidade base para o passeio de teleférico para a montanha de Stanserhorn.

Mais sobre Lucerna e esse passeio neste post aqui –

5 lugares pra ver em um dia em Lucerna

 

Lucerna

Depois de muita aventura pela montanha, voltamos para Lucerna e seguimos para o nosso destino final, Basel.

Em Basel estacionamos o carro perto do centro mesmo e fomos procurar algum restaurante para almoçar, almoçamos no Espiga, um restaurante italiano com preços bem em conta, passeamos pelo centro e fomos para o aeroporto que fica praticamente dentro da cidade.

 

Basel

Na hora de devolver o carro preste atenção em que lado do aeroporto está indo, o aeroporto fica bem na divisa da França com a Suíça, isso aconteceu conosco, estacionamos no lado francês e só descobrimos isso quando fomos devolver a chave no balcão da Sixty, mas eles foram bem legais e deixou que ficasse lá mesmo.

 


 

Vocês podem ver o vídeo completo aqui:

 

 


Siga também:

 

 

 

Patrocinadores:


            

 


       

 


 

Mirelle Tome

Author Mirelle Tome

More posts by Mirelle Tome

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: