MarrocosViagens

Os estúdios cinematográficos de Ouarzazate e Ait-Ben-Haddou no Marrocos

Do outro lado do Alto Atlas, cerca de 4-5 horas de Marraquexe está a cidade de Ouarzazate. Incluímos essa cidade no nosso roteiro durante nossa viagem de 10 dias pelo Marrocos, onde começamos por Fès, passamos pelo deserto do Saara e no caminho para Marraquexe passamos por vários lugares incluindo Oarzazate.

A cidade está situada em um platô de 1200 metros acima do nível do mar. Ouarzazate teve um enorme aumento na população nos últimos 6-7 anos, e tudo isso é devido à indústria cinematográfica. A região de Ouarzazate está ligada ao mundo do cinema há várias décadas, e continua a ser cenário para gravação de muitos filmes.

Ouarzazate era procurada principalmente como cenário para filmes históricos ou de época, mas com o passar dos anos, já todo o tipo de filmes foi rodado aqui, inclusive grandes êxitos de Hollywood, como: o célebre “Lawrence da Arábia” (1962), filmado em Aït-Ben-Haddou, uma pequena aldeia classificada como Patrimônio Mundial da UNESCO, em 1987. A cidade é sede dos estúdios da Atlas Corporation e tem um museu do cinema onde estão expostas peças dos cenários e vestuário usados em vários filmes. Alguns dos filmes mais famosos rodados em Ouarzazate são: “Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo” (2010), “Babel” (2006), “Reino dos Céus” (2005), “Alexandre, o Grande”(2004), “Asterix e Obelix – Missão Cleópatra” (2002), “Gladiador” (2000), “A Múmia” (1999), “A Jóia do Nilo” (1985), entre muitos outros. Para quem é fã de “Game of Thrones”, Aït-Ben-Haddou foi local de algumas das cenas da 3ª e 4ª temporadas. Ouarzazate também é o ponto de partida perfeito para passeios de um dia no deserto ou para o Vale do Draa, o maior oásis do Marrocos.

Não deixe de visitar:

  • Taourirt Kasbah no centro antigo
  • Musée Theatre Memoire de Ouarzazate, em Skoura
  • Atlas Film Studio, 5 km do centro da cidade

Ouarzazate foi uma dos meus destinos favoritas no Marrocos, porque alem do seu cenário  rústico, tem também uma localização privilegiada e central em relação a paisagem maravilhosa do deserto ao longo da fronteira com a Argélia. A cidade tem um centro moderno e um centro antigo e oferece hospedagens em todas as faixas de preço. Nos hospedamos no Hotel Oscar By Atlas Studio que fica do ladinho do Atlas Studio, (estúdios de cinema). O hotel disponibiliza uma piscina exterior e quartos com uma decoração típica marroquina. Outra vantagem de hospedar no Hotel Oscar é que o hotel oferece passeios guiados e gratuito aos estúdios para os hóspedes. Já os não-hospedes precisa adquirir os bilhetes na recepção do Hotel Oscar, na compra do bilhete é atribuído um guia, que vai explicando sobre os cenários, os filmes que usaram cada um deles e algumas curiosidades por trás das filmagens.

Ja na entrada conseguimos  identificar alguns filmes.

Como o avião usado por Michael Douglas no filme “A Jóia do Nilo”. Quem lembra?

Logo podemos ver um grande templo tibetano, que parece autêntico por dentro e por fora. Esta foi uma das principais etapas do Kundun, o filme de 1997 dirigido por Martin Scorsese.

Logo depois vemos um cenário construído para o filme Gladiador de Ridley Scott. Apenas uma pequena parte foi filmada aqui – as cenas em que o personagem de Russell Crowe, Maximus, é vendido como escravo.

Mais alguns metros parece que chegamos num enorme templo egípcio usado para as filmagens de Cleópatra (a de 1999 com Billy Zane e Timothy Dalton).

Conforme vamos avançando pelo estúdio e pelos cenários, vamos percebendo como eles são construídos, tudo é bonito e bem acabado pela frente, mas basta um olhar para a lateral ou traseira do cenário e lá se vai a magia! Todas as construções, que à primeira vista juramos serem de pedra rija, são na verdade estruturas de madeira cobertas por esferovite pintado.

Até os enormes pedregulhos de “Asterix e Obelix”, são mais leves que uma almofada.

Esta parte do Marrocos também é conhecida por seus muitos Kasbahs.

Um Kasbah é como um palácio construído em barro, com paredes e torres altas, e poucas janelas voltadas para o ambiente externo.

Nos arredores de Ouarzazate fica Ait-Ben-Haddou, um dos locais mais usados ​​da indústria cinematográfica!

 Ait-Ben-Haddou uma joia no deserto

Ait-Ben-Haddou é uma cidade fortificada com muitos Kasbahs, foi listada na lista de Património Mundial da Unesco em 1987.

Ait-Ben-Haddou tem edifícios muito distintos agarrados à encosta da montanha. As casas e a encosta se misturam com a mesma cor avermelhada. A cidade velha consiste em muitos, muitos Kasbahs , construídos juntos para resistir aos ataques. A cidade tem vista para o vale e o rio Ounila.

Ao chegar na cidade deparamos com um mirante que tem uma vista maravilhosa da cidade feita de barro, e claro que paramos para tirar algumas fotos.

Para chegar na cidade fortificada, temos que passar primeiro por um pequeno beco cheio de lojinhas tipicas até chegar no rio, depois de travessar o leito do rio quase seco, nos aproximamos de Ait-Ben-Haddou, e de cara ficamos impressionados com a incrível construção. Ha também pequenas lojas dentro de Ait-Ben-Haddou, e os vendedores não são tão acediosos quanto nas cidades maiores 😁. Para atravessar para a outra margem podemos ir pela ponte ou sacos de areia improvisados; lembro que nesse dia estava um vento tão forte que fiquei cheia de areia dos pés a cabeça.

Os Kasbahs são construídos de barro e argila, essas contruções  representam o modo de vida tradicional de antigamente. Mas estas casas de barro são facilmente danificadas pela chuva, então uma nova cidade foi construída no lado oposto do rio e a maioria dos habitantes se mudaram para lá, mas algumas famílias ainda vivem dentro dos Kasbahs em Ait-Ben-Haddou.

Almoçamos num dos vários restaurantes com vista para a cidade de barro, a comida marroquina é simplesmente maravilhosa! Só de lembrar já deu fome, rsrs!

Ouarzazate – A Hollywood do Marrocos

Mirelle Tome

Autora Mirelle Tome

Mais posts de Mirelle Tome

Deixe uma reposta

Close
%d blogueiros gostam disto: