EspanhaViagens

Dicas de Madrid – Roteiro de 3 dias pela capital Espanhola

Mesmo Madrid sendo a capital espanhola, acaba muitas vezes sendo esquecida e sendo deixada de lado numa visita à Espanha. Claro que a queridinha dos turistas é a charmosa e atraente cidade de Barcelona . Mas, se você está visitando a Espanha não deixe de visitar Madrid, há muitas coisas para ver e fazer aqui. Como todas as boas capitais, tem lugares maravilhosos para explorar, desde áreas comerciais à parques para relaxar, juntamente com uma variedade de locais históricos. Se você está hospedado na cidade por um fim de semana ou uma viagem mais prolongada, aqui estão algumas das melhores coisas para ver e fazer em Madrid!

Se for sua primeira visita a capital espanhola, faço aqui algumas sugestões do que você não pode deixar de visitar.

 Como toda capital européia, a melhor forma de conhecer um lugar é caminhando, mas se você tiver pouco tempo sugiro comprar um bilhete de  ônibus de turismo. Ele passa em todos esses pontos turísticos e com ele você pode descer onde quiser, conhecer o lugar, voltar para a parada e pegar o próximo para seguir o roteiro. Tudo incluído no mesmo preço.
 Você compra um bilhete (passaporte) que pode durar 24, 48 ou até 72 horas. É só procurar qualquer parada dessa linha e comprar o passaporte com o motorista assim que o ônibus chegar.

Para conhecer bem a cidade sugiro começar pela GRAN VIA. Essa é a principal avenida de Madrid. Ao caminhar pela Gran Via vai descobrir o porque desse nome.
Comece o dia percorrendo a avenida e conhecendo cada cantinho. São milhares de lojas, uma ao lado da outra. Aliás, muitas de marcas famosas. Ao longo do passeio observe a arquitetura dos prédios. Você pode almoçar num dos restaurantes que ali existem. Há restaurantes de todos os preços, os caros de comida internacional e os populares com preços bem em conta.

No centro da avenida fica a área conhecida por “broadway madrilena”. São muitos teatros que oferecem musicais e espetáculos teatrais. Durante o dia escolha um para assistir e já compre os ingressos e volte a noite para a apresentação. Dificilmente você consegue ingresso na hora. Lá os espetáculos começam cedo, pois após os espetáculos os madrilenos costumam esticar a noite.
A “Gran Via” passa pela Plaza de España, outro importante ponto turístico.

Plaza Mayor

Não deixe de ir a Plaza Mayor, nada mais do que uma praça cercada por prédios que parecem palácios e hotéis antigos. Tudo incrivelmente histórico. Cenário bem europeu.

Um bom lugar para se passar o final de tarde. Pedir um chopp uns petiscos e curtir a praça.

Há muitas opções de restaurantes, bares para um lanchinho rápido e lojas de artesanato e lembrancinhas. Aproveitei e comprei minhas bugigangas de viagem ali mesmo, você é desses que não pode ver uma caneca ou um ímã?

Puerta del Sol

  

Enquanto a Plaza Mayor pode ser a praça mais famosa de Madri, a Puerta del Sol é a praça mais movimentada e interessante para visitar, já que é um importante centro de transporte e também uma grande área aberta.

Há uma série de estátuas interessantes e obras de arte públicas em exposição nesta praça em particular, e o Royal Post Office serve agora como o escritório do Presidente. Lá está o símbolo da cidade: uma estátua de bronze do urso tentando alcançar frutos de uma árvore.

Este é um ótimo lugar para se sentar e desfrutar de um café enquanto observa o povo de Madri cuidar de seus negócios e ver a arquitetura atraente da praça.

Las Ventas

Programe-se para passar um domingo em Madrid, a cidade é muito agitada. E além disso ocorre as famosas touradas entre os meses de março a outubro, vá até Las Ventas e compre seus ingressos antecipados.
Las Ventas é a maior praça de touros da Espanha, a Meca das touradas, é a segunda do mundo (perde apenas para o México), onde todos os toureiros querem triunfar.
Também é a praça mais exigente do mundo, e poucos obtêm o triunfo absoluto. A praça de touros foi construída em 1931 e carrega nas paredes traços históricos muito ricos.
Muitas pessoas são contra as touradas, porém a visita é válida porque faz parte da cultura espanhola. É importante ver de perto, pelo menos conhecer esse hábito espanhol. É um evento grandioso para os espanhóis. Dia de festa, eles comparecem em peso com toda a família.

Para mais informações sobre horários e preços das touradas, consulte o site www.las-ventas.com

Palácio Real

Outro passeio imperdível é o Palácio Real de Madrid, é a residência oficial do Rei da Espanha e é considerado também o maior palácio real da Europa. Ao contrário do que muitos pensam a família real não costuma morar muito tempo ali.

Eles utilizam o palácio mais para eventos, para receber autoridades e premiações.
Curiosidade: o palácio possui mais de mil quartos.
Cuidado ao horário de visitação: das 9:30 da manhã até as 17h. O palácio fica aberto para visitação até as 18h durante o verão.
Normalmente tem fila, mas a fila anda rápido!
Há também muitas opções de bares e restaurantes ao redor do Palácio.

Visite a Catedral da Almudena

A catedral de Almudena é uma das estruturas mais ricamente decoradas da cidade, além de ser uma das maiores catedrais da Europa.

O trabalho de construir a catedral demorou mais de um século desde a sua inauguração até à sua consagração em 1993, e a variedade de estilos artísticos mostrados no interior da catedral é muito impressionante.

Assista a um jogo de futebol

Aos apaixonados por futebol, não deixe de visitar o estádio Santiago Bernabéu que foi inaugurado na década de 40. Tem capacidade para 80 mil torcedores, todos sentados. O Real Madrid tem a segunda maior torcida da Espanha com aproximadamente 41 milhões de torcedores ficando atras apenas do seu rival “Barcelona” com aproximadamente 44,2 milhões de torcedores.

      

Palácio de Cristal

Construído em 1887, o Palacio de Cristal é feito quase inteiramente de vidro colocado em uma estrutura de ferro e é usado hoje para exposições de arte contemporânea. Situado em um parque de 130 hectares e ao lado de um grande lago, há uma grande variedade de flora, são mais de 15.000 árvores, ótimo lugar para relaxar numa tarde ensolarada.

Jardins do Retiro de Madrid

Parque do Retiro também é uma boa pedida para conhecer. Possui 118 hectares, foi criado em 1630 e carrega até hoje uma beleza histórica. O lugar é bastante frequentado pelos próprios espanhóis no final de tarde. Muitos saem direto do trabalho para aproveitar o final do dia jogado na grama. Há muitos músicos que se apresentam lá. Saxofonistas e violinistas. Não pense em gravar ou tirar foto dos artistas sem dar uma contribuição financeira! Eles ficam bravos e vão atrás de você reclamar.
O parque é lindo, com jardins incríveis e muitas, muitas estátuas. Em duas horas você conhece bem o parque.

     

Mercado de San Miguel

O Mercado de San Miguel é um dos mercados de alimentos mais bonitos que já vi em todas as minhas viagens. Moradores e turistas lotam o mercado para experimentar os deliciosos sabores de Madri. Não deixe de experimentar algumas tapas e saborear um coquetel favorito do Gin & Tonic!

Você também pode gostar de ler:
Dicas de 3 dias em Barcelona – 10 lugares imperdíveis para visitar!

Templo de Debod

O Templo de Debod é um dos grandes tesouros escondidos de Madrid. Está localizado a oeste da Plaza de España, ao lado do Parque del Oeste.

O templo é originário do antigo Egito com 2.200 anos de história. Foi um presente do Egito à Espanha por sua colaboração no salvamento dos templos de Núbia. Graças à ajuda internacional, o Egito conseguiu salvar, entre outros, o Templo de Abu Simbel, que teria ficado sepultado na construção da Grande Represa de Assouan.

O templo está rodeado de jardins e há muita gente que aproveita o lugar para fazer picnic. Nossa hora preferida para visitar o Templo de Debod foi ao entardecer, quando a luz é mais bonita e você pode vê-lo iluminado.

Visitar o interior do templo, apesar de não estar tão bem conservado como os templos do Egito, é grátis e vale a pena, principalmente se você nunca viajou ao Egito. No interior, há muita informação da mitologia e sociedade egípcia e explicações sobre os hieróglifos.

O templo tem dois andares, no superior você encontrará uma maquete muito interessante, onde você verá todos os templos que havia em Núbia representados.

Museu do Prado

Não pode faltar também os passeios culturais, afinal estamos na Europa. E o Museu do Prado é parada obrigatória.
É considerado o museu mais importante da Espanha e um dos mais importantes do mundo. São 1.500 quadros em exposição e possui a maior coleção do mundo de pinturas espanholas – principalmente Goya e Velazquez.
O preço varia de 12 euros até gratuitamente, dependendo do dia. A visitação acontece de terça a domingo das nove da manhã até oito da noite.
O Museu do Prado é a mais completa pinacoteca de arte espanhola e foi aberta ao público em 1819, por Fernando VII, para exibir a preciosa coleção da família real. Obras icônicas de Francisco Goya, Diego Velásquez e El Greco – como as sempre disputadas Las Meninas, Maja Vestida e Maja Desnuda, El Dos de Mayo e a Rendição de Breda – são alguns dos destaques nos amplos salões e corredores do antigo Palácio Villanueva. As galerias ainda exibem peças chave da arte ocidental como um tríptico (um conjunto de três pinturas unidas por uma moldura tríplice, dando o aspecto de serem uma obra, ou somente três pinturas juntas formando uma única imagem). de Hieronymus Bosch, A Anunciação, de Fra Angelico, e diversos pintores renascentistas como Botticelli, Ticiano e Rafael.

Este importante museu alberga inúmeras e valiosíssimas coleções, entre elas, a de pintura e escultura. A coleção de pintura é bastante completa e complexa, existindo neste museu coleções de pintura espanhola, francesa, flamenga, alemã e italiana.

Puerta de Alcalá

 

Visite também a Puerta de Alcalá, um monumento situado na Praça da Independência, na Rua de Alcalá. É constituído por duas portas gigantescas. Foi construído em 1778 para servir como porta de entrada da cidade.

Melhor maneira de viajar entre Barcelona e Madrid

Desfrute de um show de flamenco

O flamenco é uma das formas mais icônicas de dança do mundo, e como se originou na Espanha, não é surpresa descobrir que é uma parte fundamental da cultura do país.

Madri tem uma variedade de locais que oferecem shows de flamenco com um tradicional jantar espanhol, e esta é uma ótima maneira de desfrutar de algumas maravilhosas e apaixonadas danças e boa comida ao mesmo tempo.

Você não pode deixar de reservar uma noite para conhecer o Tablado Flamenco. Podemos dizer que o flamenco é uma arte que engloba a dança, o canto e a música do violão, chamado guitarra flamenca. Surgiu na região da Andaluzia, sul da Espanha, e é considerada uma arte popular que mescla elementos dos povos que circulavam na região no século XVIII: ciganos, árabes, judeus, cristãos e africanos. Muita gente acredita que a arte do flamenco é eminentemente cigana e que sua carga emocional de gestos, feições de rosto e lamentos é uma herança do sofrimento pelo que passou este povo, sempre a procura de um lugar no mundo. Há quem diga, ainda, que o flamenco é muito mais do que um estilo musical. Ele tem sua própria língua, tradições e normas sociais. É uma forma de vida, um modo de existência diária de perceber e interpretar.
Por tudo isso, você tem que ir assistir este espetáculo, existem algumas opções na noite de Madrid, eu optei pelo Corral de La Moreria, recomendado por amigos.
O ideal é reservar um local com jantar completo e o show de Tablado Flamenco. Assim que o jantar termina começa a apresentação. No Corral de La Moreria a comida era bem boa e o serviço atencioso, tudo organizado e funcionando bem. É recomendável fazer uma reserva prévia e na maioria dos casos é necessário pagar uma parte do valor para garantir esta reserva. O Corral de La Moreria estava completamente lotado quando estivemos lá.
O que assistimos tinha três violões e um instrumento de percussão, mais os quatro cantores, que além de cantar ditam o ritmo batendo palmas. Eram dois trios de bailarinas, mais uma bailarina e um bailarino que dançavam sozinhos. A música é de altíssima qualidade, lindos solos de violão. É incrível sentir a emoção na música, no canto e na dança; estar perto dos bailarinos e ver suas feições contorcidas pelo esforço e cansaço da dança, bem como pela emoção que passam.

     

Assista também o vídeo completo da nossa viagem por Madrid

Mirelle Tome

Autora Mirelle Tome

Mais posts de Mirelle Tome

Deixe uma reposta

Close
%d blogueiros gostam disto: