FrançaViagens

Colmar o vilarejo mais charmoso da Alsácia na França

Estava super ansiosa para conhecer Colmar, desde a primeira vez que vi fotos de lá no Instagram. Não só Colmar, mas toda a região da Alsácia, entrou pra minha lista de desejos. Colmar é a capital da Alsácia, e é um dos vilarejos mais importantes na famosa Rota do Vinho. A cidade também é super famosa pelo mercado de Natal em dezembro, mas, posso garantir que em qualquer época que você visitar, ela vai ganhar seu coração assim que pisar na cidade.

O charme de Colmar se deve principalmente aos canais que cortam a cidade e suas casas de estilo enxamel.

COMO CHEGAR A COLMAR?

Para visitar Colmar e, em geral, toda a Alsácia, você deve voar para o aeroporto Basel Mulhouse Freiburg , que fica a 40 minutos de Colmar; ou para o  aeroporto de Baden Baden, um  pouco mais distante de Colmar, a 1 hora e 40 minutos de distância.

A melhor maneira de explorar a Alsácia é de carro alugado. O carro lhe dará maior autonomia para visitar todas as cidades da região.

Onde estacionar em Colmar?

Ao chegar em Colmar, pode ser um problema achar  estacionamento, especialmente se viajar na epoca do Natal ou na alta temporada. Nós estacionamos no estacionamento gratuito da Comédie De l’Ests (Centro Nacional de Gramática) , a apenas 8 minutos a pé do centro.

Você também pode optar por estes estacionamentos pagos; M Airie, Rapp, Lacarre, St. Josse, Gare, Scheurer, St. Eloi, Haslinger e l’Est.

ONDE FICAR EM COLMAR

Colmar é um dos lugares mais recomendados para passar a noite durante seu roteiro pela Alsácia. Nós optamos pelo hotel Íbis, além de bem localizado o preço estava super em conta.

O QUE VER EM COLMAR

Uma das melhores coisas para fazer quando você chegar em Colmar é fazer um passeio a pé e se perder pelas ruas cheias de casas coloridas admirando as casas e prédios medievais. Essa é uma ótima maneira de viajar de volta no tempo e sonhar que está no seu conto de fadas favorito. Além disso, não se preocupe, Colmar é uma cidade muito segura para se perder e é pequena o suficiente para explorar a maior parte da cidade em um dia.

Sem dúvidas a melhor maneira de explorar Colmar é a pé. Nós começamos nosso tour pela La petite Venise e fomos caminhando até a Igreja Gótica de San Martin, a principal igreja da cidade, e, claro que paramos em vários lugares para tirar fotos pelo caminho.

O bom de Colmar e que a maioria das atrações turísticas fica no centro da cidade facilitando a caminhada! Dica : Antes de começar o seu passeio em Colmar, visite o Posto de Turismo para obter um mapa da cidade e outras informações úteis.

Fato sobre Colmar : O artista Auguste Bartholdi – mais conhecido como o homem que criou a Estátua da Liberdade – nasceu em Colmar em 1834. Como uma reivindicação de Colmar à fama, Lady Liberty aparece em toda a cidade.

Old Town é o ponto alto da cidade – e há várias maneiras de explorá-la! Você pode passear sem rumo, encontrar pontos turísticos usando um mapa turístico de Colmar, andar no trem turístico ou seguir a trilha turística.

Pra quem quiser seguir a trilha gratuita de passeio a pé de Colmar, pode ser uma das melhores alternativas para se familiarizar com a cidade. No entanto, para aqueles que preferem apenas perambular como nós fizemos, essas coisas não devem ser perdidas:

Little Venice Colmar

Little Venice em Colmar é a parte mais atraente da Cidade Velha. O Rio estreito e raso “Lauch” passa por casas brilhantemente pintadas e por baixo de pontes arqueadas. Fazer um passeio pelo canal de Colmar é a melhor maneira de ver as casas impecavelmente decoradas ao longo do rio.

Casa das Cabeças

Datada de 1609, a fachada da Casa das Cabeças (ou Maison de Tetes) é decorada com mais de 100 esculturas de cabeças.

Catedral de Colmar

A impressionante torre da Igreja de St. Martin (ou Collegiale Saint-Martin) pode ser vista de muitos pontos da cidade, mas vale a pena dar uma olhada de perto – tanto na fachada ornamentada quanto no interior incrivelmente decorado. Deve-se notar, no entanto, que a igreja não é oficialmente uma catedral (já que não é a sede do bispado) e só é chamada assim por causa de seu tamanho massivo.

Rue de Marchands

Sem dúvida, a rua mais importante para ver em Colmar é a Rue de Marchands . É uma rua longa e estreita onde você vai encontrar edifícios importantes e representativos, como a Maison Pfister , um dos edifícios medievais mais pitorescos cidade gótica, que deve o seu nome à família que viveu ali entre 1841 e 1892, ou Weinhof , localizado no número 14 e que é um dos edifícios mais antigos de Colmar, localizado em um armazém medieval que pertenceu às freiras do convento Unterlinden .

No final da rua, bem na esquina, você pode fazer uma foto em um dos lugares mais instagrameable de Colmar .

Mercado Coberto

O edifício vermelho e laranja à beira do Petite Venise foi projetado em 1865. Hoje, é o lar de cerca de 20 comerciantes que fornecem azeites, queijos maduro e produtos perfeitos de uma cidade francesa. Existem várias opções de café no mercado, onde você pode experimentar os pratos do dia. 

 

Rue de la Poissonnerie

Se você sair pela porta do Mercado Coberto que fica na  Rue des Écoles , você encontrará uma pequena ponte que atravessa o canal. A partir daí você pode fotografar o que é talvez a rua mais característica de Colmar , a bela Rue de la Poissonnerie com suas belas casas coloridas de enxaimel.

Museu Unterlinden

Se você quiser visitar algum museu, o Museu Unterlinden. Este museu destaca-se pelas obras de Martin Schongauer, Monet, Picasso, Poliakoff ou o retábulo de Issenheim de Mathias Grünewald .

Estátua da Liberdade

Fica na entrada para a cidade, a estátua é uma réplica da Estátua da Liberdade de Nova Iorque , inaugurado em 2004, para comemorar o aniversário da morte de Frederic Auguste Bartholdi , o autor da estátua original.

Em muitos casos, as próprias casas são um dos maiores atrativos turísticos da cidade, e com certeza foi para mim, uma das razões para visitar Colmar.

Experimente alguma comida da Alsácia

A influência alemã na cozinha alsaciana é clara, desde as batatas e pretzels ao chucrute e linguiça. Ao redor da cidade, você verá rösti (um prato de batata e queijo assado no forno), Alsatian Baeckeoffe (uma caçarola de carnes, batatas, cebolas e outros legumes), e spätzle do tipo que você costuma encontrar em mesas na Alemanha ou na Áustria.

 

Há também muito foie gras, poulet au Riesling (frango cozido em vinho Riesling) e quiche. Também são populares o queijo Munster e tarte flambée (flammkuchen aka), uma pizza de massa fina que é encontrada em toda a Alsácia. 

Mirelle Tome

Autora Mirelle Tome

Mais posts de Mirelle Tome

Deixe uma reposta

Close
%d blogueiros gostam disto: