MarrocosViagens

Roteiro completo de 10 dias pelas principais cidades do Marrocos

Roteiro completo de 10 dias pelas principais cidades do Marrocos

Quando você pensa em Marrocos, provavelmente o primeiro lugar que vem na sua cabeça é em Marrakech, certo? – Os souks coloridos e aromáticos, os encantadores de serpentes e as comidas tentadoras na Djemaa El Fna e os labritios das Medinas nos faz pensar num lugar caótico, desorganizado e com muita muvuca. Mas, Marrocos tem muito mais para ver, muito além de Marrakech, e aqui nesse artigo eu conto como foi nossa viagem de carro de 10 dias pelo país. Das medinas vibrantes das cidades imperiais até o maior deserto de areia do mundo.

Durante séculos, o Marrocos inspirou viajantes com sua história fascinante e combinação deslumbrante de influência árabe, européia e africana. Marrocos é um país fascinante que, mesmo sendo difícil de acreditar, superou todas minhas expectativas!

O país oferece uma variedade notável de aventuras desde as praias da costa do Atlântico ao deserto do Saara com suas dunas gigantes de areia dourada de tirar o fôlego, sem falar nas cênicas montanhas do Médio Atlas. Os Kasbahs e mesquitas oferecem um vislumbre de um tempo mais místico, enquanto os cafés modernos e os riads de alto padrão refletem o lado moderno e cosmopolita dos marroquinos.

           ITINERÁRIO DE 10 DIAS PELO MARROCOS

O Marrocos oferece uma variedade de coisas para ver e fazer, e quanto mais dias você passar por lá, mais chance terá de conhecer sobre uma cultura incrível que vem sendo passada de gerações em gerações. Mas se você tem apenas alguns dias para explorar o Marrocos, esse roteiro poderá te ajudar a aproveitar o melhor do país.

De Fez à Marrakech e outras cidades menores, ficamos deslumbrados com cada cantinho que passamos!

Este roteiro de 10 dias pelo Marrocos inclui os principais destaques do país, combinando história, comida, natureza, cultura e muito mais para uma viagem inspiradora.

FesMontanhas do Médio Atlas |Merzouga – Deserto do Saara – Dunas de Erg Chebbi | Rissani | Todra Gorges | Ouarzazat |Ait Ben Haddou | Marrakech | Ouzoud falls | Casablanca | Rabat | Chefchaouen |

Começamos pela joia cultural da cidade de Fès, onde passamos 2 dias explorando sua antiga herança islâmica e a famosa medina labiríntica Fès el-Bali. Em seguida, deixamos a muvuca da cidade por alguns dias para explorar alguns dos patrimônios naturais mais impressionantes de Marrocos, como as Montanhas do Médio Atlas e o deserto Saara, onde ficamos em um acampamento de luxo no deserto, em seguida a caminho de Marrakech, passamos pelo espetacular Todra Gorges, Ait Ben Haddou, Ouarzazat e vários kasbahs, até, que chegamos em Marrakech, uma cidade que bombardeia todos os sentidos, onde seus souks, temperos e sons ficam com você durante muito tempo.

Entre Fes e Mezourga passamos por uma floresta cheia de macacos
Paisagem do deserto com as montanhas cobertas de neve ao fundo
Vista de um dos Kasbahs que passamos durante nossa viagem de carro

Depois de 2 dias em Marrakech continuamos viagem rumo à Casablanca passando por Ouzoud Falls (uma cachoeira lindíssima). Casablanca tem uma mistura maravilhosa do antigo e do novo, esta é também a maior cidade do país, tendo uma das mesquitas mais icônicas do Marrocos. A Mesquita Hassan II é uma das maiores do mundo e está construída sobre o mar Atlântico. Em seguida, passamos pela atual capital do Marrocos “Rabat” e por último a linda cidade de Chefchaouen, a cidade pintada de azul e com um belo contraste com as montanhas Rif ao redor. Fizemos toda a viagem de carro, hospedando em riads ao longo do caminho.

Mapa do roteiro

Fes (1º e 2º dias)

Fez (ou Fes) é uma das cidades imperiais de Marrocos e definitivamente é uma cidade que você deve colocar no seu roteiro quando for para Marrocos! Há muitas coisas para fazer por aqui – Explore as ruas estreitas da Medina, conheça os curtumes, procure as madrassas escondidas e surpreenda-se com as lojas, riads e restaurantes escondidos atrás das estreitas fachadas da cidade.

Leia o post completo de Fez aqui: 

Dicas de 2 dias em Fez, a cidade imperial de Marrocos

Médio Atlas e Merzouga – Deserto do Saara (3º e 4º dias)

Viajamos praticamente o dia todo de Fes até Merzouga, mas nem vimos o tempo passar com tantas paisagens bonitas pelo caminho. Passamos por oásis e florestas cheia de macacos pelo caminho. A viagem entre Fez e Merzouga são de aproximadamente 7 horas, mas com tantas paradas que fizemos para tirar fotos, gastamos 10 horas de viagem.

Merzouga – Deserto do Saara

Chegamos na pequena cidade de Merzouga à tarde e fomos direto para o nosso acampamento no deserto do Saara. Mesmo cansados da viagem, a nossa ida para o deserto foi incrível, fizemos um rali pelas dunas de areia, tomamos chá de menta no topo das dunas que cerca o acampamento, jantamos e ouvimos musicas tocadas com instrumentos berber ao redor de uma fogueira. No dia seguinte visitamos uma família berber que vive em tendas no deserto, andamos de camelo, visitamos o povoado“Khamlia”, também chamado de Aldeia dos Negros onde ouvimos músicas típicas. Difícil de expressar em palavras essas experiências, foi uma das melhores que já tive!

Chá de menta servido nas dunas do deserto do Saara
Passeio de Camelo pelo deserto

O passeio de camelo pelas dunas alaranjadas do Saara é realmente a cereja do bolo! Além disso, você também passa uma noite nas tendas no meio do Saara, e isso é algo que você TEM que colocar na sua lista! Leia o post completo da minha experiência no acampamento Luxury Maktoub no Deserto do Saara.

Experiência inesquecível – Acampamento de luxo no deserto do Saara, Marrocos!

Rissani, Todra Gorges, Ouarzazat e Ait Ben Haddou ( 5º e 6º dia)

Foi difícil dizer tchau pro deserto, mas nossa viagem precisava continuar… Saímos do deserto bem cedo, queríamos aproveitar bem o dia já que tínhamos muita estrada pela frente.

Rissani

Poucos quilômetros de Merzouga está a cidade de Rissani, esta cidade é bastante conhecida pela sua feira típica marroquina e pelo inusitado estacionamento de burros, não pirei não, tem um estacionamento de burros ao lado da feira. O maior e mais antigo meio de transporte no Marrocos são os burros, os animais são usados para transportar pessoas e mercadorias por todo o país, e como Rissani tem uma feira muito importante, muitos mercadores das redondezas levam suas mercadorias para serem vendidas nessa feira. Eles estacionam os burros nesse estacionamento reservado para os animais e vão vender seus produtos na feira. Para muitas pessoas isso pode ser visto como mal trato de animais, mas pera aí né gente, temos que primeiro entender a cultura do país antes de julga-los. Fizemos nosso passeio guiado por um morador que nos ofereceu o serviço de guia assim que chegamos na cidade, achei legal ter um guia aqui, ele nos contou um pouco da história da feira e da cidade, e não ficamos perdidos sem saber onde ir e nem perdendo tempo; ele nos levou no estacionamento de burros que fica do outro lado da feira e ainda nos indicou um restaurante legal onde comemos uma pizza típica Berber, e tudo isso nos custou 3 euros.

Saímos de Rissani em direção à Ouarzazat onde tínhamos um hotel reservado para passar nossa 5 noite, mas antes passamos no Todra Gorges, um lugar incrível, eu posso dizer que conheci um oásis de verdade…

Quanto mais eu viajava pelo Marrocos mais me apaixonava pelo país!

Todra Gorges

Situado no lado leste das montanhas do Alto Atlas, em Marrocos; o Todra Gorge é reconhecido em todo o mundo como um dos cânions mais espetaculares. No fundo do desfiladeiro flui um rio gelado que foi esculpido nas rochas à milhares de anos atrás. Hoje o rio reduziu-se a um pequeno riacho glacial. Uma estrada de asfalto bem conservada leva de Tinerhir até o desfiladeiro. A estrada de Tinerhir passa por palmeiras verdejantes e vilarejos berberes até que, 15 km ao longo, altas paredes de rocha avermelhadas se fecham ao redor da estrada. O desfiladeiro é de tirar o fôlego e fácil de caminhar, sendo acessível à todos.

Ouarzazat

Chegamos em Ouarzazat à noite, nosso hotel ficava dentro do studio Atlas, não poderíamos ter escolhido melhor lugar para relaxar depois de um dia longo dirigindo.

Entre vários apelidos, Ouarzazate é também conhecida como a Hollywood da África. Isto é devido aos seus estúdios de cinema, incluindo um dos maiores do mundo: O Atlas Studios.

Quem hospeda no Hotel Atlas pode  visitar o Atlas Studios de graça, onde você irá explorar a história da indústria do cinema. Filmes como “A Jóia do Nilo”, “Astérix” e “Cleópatra” ou “Os Dez Mandamentos” foram filmados neste estúdio.

Ksar de Aït-Ben-Haddou

Ksar de Aït-Ben-Haddou é uma kasbah (cidade fortificada) localizada a 30 km de Ouarzazate. Aqui também foram fimados os seguintes filmes: “Lawrence da Arábia”, “Gladiador”, “A Mamãe” e “A Jóia do Nilo”.

Andamos pela cidade e depois almoçamos num restaurante com vista para o Kasbah de Ait Ben Haddou.

Conto mais sobre nossa passagem por Ouarzazat e Ait Ben Haddou neste post abaixo: 

Os estúdios cinematográficos de Ouarzazate e Ait-Ben-Haddou no Marrocos

Já disse que fizemos essa viagem em Março?  Achei uma ótima época para visitar Marrocos, o tempo estava favorável ( nem muito quente e nem frio), o dia era relativamente longo ( o sol se põe nessa época por volta das 18:30 h) então dava para aproveitar bem os dias por lá.

Outra coisa que ajudou muito foi fazer essa viagem por conta própria de carro alugado, se quiser saber mais como é dirigir no Marrocos, leia este post abaixo: 

Como é dirigir no Marrocos! Tudo que você precisa saber antes de alugar um carro e dirigir pelo Marrocos!

Era umas 2h da tarde quando pegamos a estrada novamente em direção à Marrakesh, nossa viagem até lá seria de mais ou menos 2:30 horas, mas nessa estrada tem muitas curvas e são muito estreitas, em certos pontos andamos de 20-30 km/h por causa dos caminhões que estava em nossa frente nas subidas, isso acabou atrasando muito a viagem. Chegamos em Marrakech por volta das 18:00h, ( tempo de viagem, 4h). Colocamos o endereço do hotel no gps que nos levou à um estacionamento na entrada da Medina, onde deixamos o nosso carro. Caminhamos cerca de 5 minutos até nosso hotel Riad Charai onde passaríamos as 2 noites seguintes.

Leia o post completo sobre nossa estadia no Road Charai e todas as dicas de Marrakech no link abaixo: 

Dicas de hospedagem e lugares pra visitar em Marrakech – Marrocos!

Piscina do nosso hotel Riad Charai em Marrakech

Explorando Marrakech ( 6º, 7º e 8º dias)

Pessoalmente, achei que dois dias em Marrakech foi o suficiente. Durante a minha viagem, percebi imediatamente que Marrakech é muito turística. Certamente comparado com as outras cidades que tinha passado.

Alguns lugares que visitamos: Jardim Secreto (Le Jardin Secret), Palácio Bahia, a Praça Jemaa El Fna, a Mesquita Koutoubia e a Medina. Fomos na praça Djemaa El Fnaa durante o dia e à noite, é incrível como tudo muda do dia para a noite. Esta praça gigante ganha vida à noite, especialmente as barracas que vendem todos os tipos de produtos e comida de rua. Além disso, você começa a ver a Mesquita Koutoubia à distância toda iluminada.
Se prepare para andar na multidão e ser abordados por pessoas a todos os momentos querendo te vender algo; para fugir da muvuca dirija-se para um dos terraços dos restaurantes / cafés ao redor da praça.

Ouzoud Falls, Casablanca e Rabat ( 8º e 9º dias)

Como eu disse antes, Marrocos é surpreendente, e a Ouzoud falls ( ou cataratas de Ouzoud) pode afirmar isso! Enquanto muitas pessoas associam Marrocos a montanhas escarpadas e áridas e a desertos áridos, há também várias cachoeiras espetaculares para desfrutar. As cascatas de Ouzoud estão entre as mais populares. As cataratas podem ser facilmente visitadas em um dia de viagem a partir de Marraquexe.

As cachoeiras com seus 110 metros de altura, estão localizadas perto da vila de Tanaghmeilt, nas montanhas do Atlas à 150 km a nordeste de Marraquexe. A Cachoeira fica 2:00 horas de Marrakech, para muitos que visitam o país na correria acaba não visitando essa Cachoeira, mas para mim valeu muito a pena, é um lugar único!  Quanto mais fomos descendo as escadarias mais majestosa ela ia ficando! A caminhada até as cataratas é muito agradável cercada por oliveiras. Escolhemos um restaurante com vista para a cachoeira e degustamos uma tajine deliciosa apreciando a vista. Existem vários restaurantes com belas vistas das cachoeiras em Ouzoud. Há também opção de passeios de barco pelo rio que te leva bem pertinho da cascata. Os barcos são chiques bem – todos enfeitados de flores. Sugestão ao chegar na cachoeira: * Ignore os guias, não são necessários. *Não vá nos primeiros restaurantes, são mais caros e não têm uma vista legal.


Outras cachoeiras no Marrocos: Paradise Valley, perto de Agadir, tem várias quedas espumantes, ótima opção para um mergulho em dias quentes nas piscinas. As cascatas de Akchour, perto de Chefchaouen. A Cachoeira Oum Rabia, em Khenifra. E as cachoeiras de vários níveis de Setti Fatma no Vale Ourika.

Casablanca

Casablanca é uma cidade para viajantes que gostam de se sentir como um turista local, e que gostam de modernidade. Casablanca é um foco de arquitetura fascinante. Os entusiastas da arquitetura vão adorar os diversos estilos de construção da cidade, do Art Déco ao radicalmente moderno. A Mesquita Hassan II “a maior mesquita de Marrocos” é um testemunho da incrível habilidade artesanal dos Marroquinos. Levou mais de sete anos e mais de 10.000 artesãos para completar a intricada obra-prima. Impossível de passar despercebida aos olhos de quem passa pela cidade! A característica mais marcante da Mesquita Hassan II é a sua localização espetacular em uma plataforma sobre o Oceano Atlântico. Excepcionalmente, parte do piso da mesquita é feita de vidro para que os fiéis possam se ajoelhar diretamente sobre o mar. Infelizmente, esta característica maravilhosa é principalmente para uso real e está fora dos limites para os visitantes. 
A Mesquita Hassan II está aberta a visitantes não-muçulmanos, as visitas guiadas acontecem várias vezes ao dia em inglês.

Casablanca também tem vários restaurantes movimentados, frequentados tanto por moradores quanto por visitantes. La Corniche, a avenida beira-mar da cidade, está repleta de cafés, salões elegantes e restaurantes com vista para o mar.

Rabat

Cidade imperial, centro cosmopolita do comércio e capital de Marrocos. Rabat é uma delícia de cidade. A capital marroquina é muitas vezes esquecida durante uma viagem pelo Marrocos. Uma pena! Porque Rabat definitivamente merece uma visita. Rabat é uma cidade grande com muitas coisas para ver e fazer. Ao longo dos séculos Rabat foi possuído pelos fenícios, romanos, almóadas e merenídeos e você encontrará muitos monumentos na cidade ligadas com essas culturas do passado, principalmente na antiga medina. 

Lugares para visitar em Rabat: Torre de Hassan e tumba – À primeira vista, parece que esta torre caiu e se partiu em pedaços. No entanto, nunca foi realmente concluído. Do lado oposto você poderá visitar uma bela tumba, onde foram enterrados o rei Mohammad V e seus dois filhos. O túmulo está aberto para visitas até para os não-muçulmanos. Vocês ficarão encantados com o teto de folhas de ouro e as esculturas cativantes que se encontram no interior do edifício. O belo Kasbah, a medina lotada e a bela necrópole de Chellah são outras atrações que você precisa ver em Rabat.

Continuamos viagem no mesmo dia para Chefchaouen (4 h de viagem de carro), chegamos na cidade à noite e fomos direto para o nosso hotel Riad Anteck que reservamos pelo booking.com.

A cidade azul Chefchaouen (10º dia)

Uma cidade tão rica em história quanto beleza, Chefchaaouen foi fundada em 1471 quando mouros e judeus fugiram para escapar da Reconquista da Espanha. Esta pequena cidade está escondida entre colinas e montanhas e é toda pintada de azul. 

Existem várias crenças sobre o motivo pelo qual as paredes da cidade foram pintadas de azul. Eles incluem:

  • Para seguir o costume e a cultura judaica
  • Manter mosquitos afastados
  • Para manter a calma
  • Representar a cor da água
  • Para atrair turistas

Atrações principais em Chefchaouen

Além das atrações naturais e atividades nas proximidades, como caminhadas nas montanhas e visitar as Cascatas de Akchour, uma das principais coisas para fazer em Chefchaouen é passear pela medina e admirar as cenas pitorescas que se desdobram em cada esquina da cidade. Menos frenético do que em outras cidades do Marrocos, como Marrakech e Fes, aqui é um ótimo lugar para comprar lembrancinhas e uma variedade de produtos tradicionais marroquinos por ótimos preços.

   Passeie pelo labirinto azul e surpreenda-se com as belas casas e ruelas deste local único. Leia o post completo sobre Chefchaouen no link abaixo: Chefchaouen – O que ver na linda cidade azul do Marrocos

Voltamos para Fes no mesmo dia (3 h:45 min de viagem) para pegar nosso voo de volta para Londres!

Espero ter te ajudado com este roteiro, para mais informações leia os outros  posts sobre Marrocos e qualquer dúvida deixe nos comentários que terei prazer em ajudar!

Acompanhe também minhas viagens pelo Instagram @mirelletome ❤❤❤

 

Mirelle Tome

Autora Mirelle Tome

Mais posts de Mirelle Tome

Deixe uma reposta

Close
%d blogueiros gostam disto: